Author Archives: Renato Groffe - Page 2

C# 7.0

Novidades do C# 7 – Binary Literals e Digit Separators


Embora ainda se encontre em fase de implementação e apresente funcionalidades passando pela fase de especificação/prototipação, algumas das novidades do C# 7 já estão disponíveis para testes no Visual Studio “15”. Num post anterior iniciei uma série sobre as novidades da linguagem, abordando em detalhes o uso do recurso chamado Pattern Matching. Neste novo artigo serão descritas duas novas funcionalidades que integram o C# 7: Binary Literals e Digit Separators. Para os exemplos descritos neste artigo foram utilizados projetos do tipo “Console Application” no Preview 2 do Visual Studio “15”, com os mesmos se baseando na versão 4.6.1 do...
Continuar Lendo »
C# 7.0

Novidades do C# 7.0 – Pattern Matching


Embora em 2015 tenha acontecido o lançamento oficial do C# 6.0, no decorrer deste ano a Microsoft já vinha trabalhando na versão 7.0 desta linguagem. O estágio atual deste release já contempla algumas funcionalidades em fase de finalização, ao passo que outros recursos se encontram no estágio de especificação ou, até mesmo, prototipação. O Build 2016 abordou algumas das funcionalidades esperadas para o C# 7.0, além de anunciar o Visual Studio “15” (nova versão do ambiente de desenvolvimento Microsoft). Maiores informações sobre o novo C# podem ser encontradas na seguinte página do projeto Roslyn: https://github.com/dotnet/roslyn/blob/master/docs/Language%20Feature%20Status.md Este artigo tem por...
Continuar Lendo »
ASP.NET WEB API 2

Utilizando o tipo HttpResponseMessage em serviços Web API


Embora conte com o padrão XML como uma de suas opções nativas para a serialização de dados, o ASP.NET Web API não suporta o uso deste formato em Actions cujo retorno seja um tipo anônimo ou dinâmico. A tentativa de realizar uma operação deste gênero resultará em erro (algo que não aconteceria ao se empregar JSON), limitando a princípio a utilização de XML apenas a referências criadas a partir de classes concretas. Informações sobre tal problema podem ser encontradas no seguinte artigo: http://bit.ly/desativar-xml-web-api Por mais que a situação levantada represente uma restrição, existe ainda assim uma alternativa: a utilização...
Continuar Lendo »
ASP.NET 5

Novidades do ASP.NET Core 1.0: Image Tag Helper


O armazenamento de imagens em um cache local é uma técnica adotada por diversos browsers, sendo que tal prática visa uma melhor performance no carregamento de páginas Web. Por mais que existam benefícios na adoção desta abordagem, há situações nas quais a atualização de imagens já existentes pode acarretar alguns problemas. O mais frequente quando isto acontecer é que os usuários continuem a visualizar a versão anterior de uma figura, o que obrigará os mesmos a realizar um refresh forçado da página a partir do navegador em uso. Uma solução bastante utilizada para se contornar este problema consiste em...
Continuar Lendo »
ASP.NET 5

Testes Automatizados com o ASP.NET Core 1.0


Ainda em Release Candidate 1 (primeira metade de Março/2016), o desenvolvimento de soluções com o ASP.NET Core 1.0 não conta atualmente com um template específico para a criação de projetos de testes. A inexistência de tal opção pode parecer problemática num primeiro momento. Contudo, há uma alternativa capaz de atender a este tipo de demanda: a implementação de uma Class Library baseada neste novo framework. O próprio time responsável pela construção do ASP.NET Core 1.0 vem fazendo uso de testes de unidade, empregando para isto o framework xUnit.net na codificação de validações. Logo, a opção pelo xUnit.net acaba acontecendo...
Continuar Lendo »
ASP.NET 5

Novidades do ASP.NET Core 1.0: gerenciando pacotes Bower via UI


Conforme muitos já sabem, o ASP.NET Core 1.0 (inicialmente batizado como “ASP.NET 5”) traz grandes novidades no que se refere ao gerenciamento de arquivos de scripts e folhas de estilo CSS. Empregando soluções populares como Bower, npm e Gulp, a manipulação destes pacotes client-side foi automatizada a fim de simplificar o trabalho de desenvolvedores Web. Em um artigo publicado neste blog em Setembro/2015 abordei em detalhes estas novidades: http://netcoders.com.br/asp-net-5-integracao-bower-gulp-npm/ A adição de uma biblioteca de scripts como o AngularJS a um projeto pode ser feita incluindo uma nova referência ao arquivo bower.json (Imagem 1): Imagem 1. Estrutura geral de...
Continuar Lendo »
Arquitetura

Utilizando o MongoDB em aplicações .NET


É inegável a importância dos bancos de dados relacionais dentro do mundo corporativo. O surgimento desta tecnologia revolucionou o tratamento de informações nos mais variados ramos de atuação, conferindo agilidade e flexibilidade às organizações em suas operações cotidianas. Este uso em larga escala de bases relacionais deve certamente continuar, tendo como pilares a linguagem SQL e a praticidade desta última na manipulação de dados. Por mais que a tecnologia relacional atenda a um amplo escopo de necessidades, em alguns cenários bem específicos esta abordagem pode não ser a solução mais adequada: Questões como uma alta disponibilidade e a capacidade...
Continuar Lendo »
ASP.NET WEB API 2

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA): uma visão geral


Arquivos contendo agrupamentos de dados foram uma das primeiras formas de integração entre sistemas. Ainda em uso atualmente, esta alternativa costuma ser empregada muitas vezes na transferência de grandes lotes de informações. Vale destacar que o uso de arquivos é um tipo de prática bastante comum no desenvolvimento para aplicações de mainframe, bem como na implementação de processos de carga para soluções de Business Intelligence (BI). Além de arquivos de texto, outros formatos como CSV e planilhas do Excel (.xls/.xlsx) também são utilizados com alguma frequência. O advento dos Web Services no começo dos anos 2000 revolucionou a comunicação...
Continuar Lendo »
Bibliotecas e Ferramentas

JSON descomplicado: utilizando o JSON Editor Online


O uso do formato JSON (sigla do inglês “JavaScript Object Notation”) para a representação de dados vem crescendo consideravelmente nos últimos anos, com o mesmo ocupando espaço em cenários nos quais antes reinava o padrão XML. A utilização constante de JSON em serviços REST, frameworks JavaScript e até mesmo no ASP.NET Core 1.0 (antes chamado de ASP.NET 5) constitui um bom exemplo desta nova realidade. Tal popularidade se deve, sem sombra de dúvidas, à simplicidade deste formato. Também contribui o fato do padrão JSON ser mais enxuto, o que resulta em menores volumes de informações trafegando ao longo de...
Continuar Lendo »
Banco de Dados

Reporting Services: exportação para o formato .pdf via código C#


Alternativa bastante utilizada para a criação e o gerenciamento de relatórios em ambientes corporativos, o Reporting Services é uma solução disponibilizada pela Microsoft como um dos serviços que integram o SQL Server. Além deste SGDB, as fontes para a obtenção de informações nesta ferramenta podem ser outras bases relacionais (como Oracle, por exemplo), bancos multidimensionais do Analysis Services ou, até mesmo, fontes de dados como XML e Web Services. Independente da finalidade a que se prestam análises geradas com esta ferramenta, é relativamente comum a necessidade de se exportar tais resultados para o formato PDF. No caso específico da...
Continuar Lendo »