QUALIDADEA garantia de qualidade no desenvolvimento de software: Quando você deve começar o processo de teste?

“Um processo destinado a estabelecer a qualidade, desempenho ou confiabilidade de alguma coisa, especialmente antes de esta entrar em uso generalizado” – definição de teste no dicionário Oxford.

Os clientes não gostam de lidar com software problemático. Eles querem que suas demandas sejam entregues com alta qualidade e no menor tempo possível. Essa fase de testes, que começa apenas alguns dias antes de liberar a próxima versão do produto pode não (e provavelmente não vai!). Ser capaz de garantir a qualidade do produto.

O que é teste?
O teste de software é um processo utilizado para identificar a exatidão, integridade e qualidade de software de computador desenvolvido. Ele inclui um conjunto de atividades realizadas com a intenção de encontrar erros no software de modo que pudesse ser corrigida antes que o produto seja liberado para os usuários finais.
Em palavras simples, teste de software é uma atividade para verificar se os resultados reais correspondem os resultados esperados e para garantir que o sistema de software é livre de defeitos.

Abaixo está um exemplo de um ciclo típico:

Planejamento – Metas e objetivos são definidos, os requisitos estão reunidos, os custos e os recursos são estimados e viabilidade de soluções alternativas é analisada.
Análise e Design – Características são detalhadas tendo em conta as necessidades do usuário. Wireframes e regras de negócios são definidas. Outros documentos pertinentes constam do anexo.
Construção – O código é escrito nesta fase.
Teste – Peças são colocadas juntas em um ambiente de teste para verificar o sistema.

Diferentes tipos de testes podem ser realizados, mas isso é uma conversa para outro dia.

Este ciclo é exposto a alguns problemas.

Como se pode ver, cada atividade inicia-se no final da fase anterior. Primeiro, vamos pensar sobre os erros encontrados durante os testes: muitos deles existem no sistema desde fase de projeto ou mesmo a planear, e provavelmente será muito mais caro para corrigir esses erros após o desenvolvimento estiver concluído do que seria se os problemas foram identificados na etapa anterior. Além disso, em um planejamento preditivo, um prazo apertado combinado com um atraso na conclusão da fase de construção pode reduzir o tempo disponível para testes, o que pode prejudicar significativamente a qualidade do produto.

Observa-se que a maior parte dos erros encontrados em fase de testes foi introduzida durante a reunião ou projeto requisito.

Microsoft Test Manager (MTM)

Ajuda os desenvolvedores e testadores nas aplicações de qualidade do produto. O Microsoft Test Manager permite testadores de software gerenciar seus planos de teste, criar e executar casos de teste, e arquivar com detalhes, bugs acionáveis para os desenvolvedores.

Visual Studio para Teste de Software – Microsoft Test Manager

O modelo V atende um processo de desenvolvimento em cascata onde temos:

Untitled-1

Ferramentas:

tools

Tem Foundation Server – TFS

Microsoft Visual Studio – IDE de Desenvolvimento

Lab Management

Microsoft Test Manager – Ferramenta de execuções de testes de sistema

 

Visual Studio

  • Como elas se relacionam: O TFS é uma ferramenta que provê serviço para as demais ferramentas de interface gráfica, onde Test Manager o Lab Management e o Visual Studio consumindo serviços do TFS, que se conecta a uma base de dados e tudo o que acontece em relação ao TFS é armazenado nesta base de dados.

Finalizamos aqui uma introdução, nos próximos posts vamos aprender mais sobre arquitetura de software, análise de requisitos, design de sistemas e o ciclo de vida para design e criação de software e ainda como utilizar o Microsoft Visual Studio em nossos testes de software. Até mais!

Analista de teste, desenvolvedor .net, instrutor de tecnologias Microsoft desde 1998, desenvolvedor de aplicativos Universal Windows Apps. Agrega em seu portfólio participações em projetos desenvolvidos no: Banco Santander, Cine Roxy, Webnets e Prefeitura Municipal de São Vicente.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ Skype 

Comentários

comentarios